As pessoas estão conectadas basicamente 24 horas por dia e a nuvem, ou seja, o espaço on-line, já é uma forte realidade no Brasil. De acordo com um levantamento realizado pela Locaweb, a procura pela tecnologia cresceu 20% apenas no primeiro semestre de 2017, comparado ao mesmo período do ano anterior. Até o fim de 2018,  os números devem aumentar para 40% em toda a América Latina, segundo dados da International Data Corporation (IDC). O maior motivo de interesse pela computação em nuvem, ocorre pela vantajosa redução de custos e maior praticidade e agilidade na entrega de soluções para clientes e parceiros.

Mas como qualquer tecnologia, gera algumas dúvidas à algumas pessoas. Por isso, neste conteúdo vamos responder às oito perguntas mais comuns e frequentes sobre o monitoramento baseado no armazenamento das imagens na nuvem.

O acesso à plataforma prejudica o desempenho da internet?
Resposta: Não! Sua internet não será prejudicada ou afetada ao acessar a plataforma.

Diversas pessoas conectadas a uma única câmera aumentam o consumo de banda no local em que a câmera está conectada?
Resposta: Não! A Banda local é responsável apenas por enviar as informações da câmera para os servidores. Os servidores são quem garantem a entrega das informações, por isso, não há limites para o número de usuários em uma mesma câmera.

O que garante a segurança do tráfego de imagens?
Resposta: A integridade às informações é garantida com um dos servidores mais seguros do mundo, com uma infraestrutura avançada com tecnologias de certificação e criptografia de dados, sempre assegurando a proteção e privacidade das informações de cada cliente. Nenhuma gravação sua é visualizada a não ser que você permita.

Qual o consumo de banda para uma câmera em HD?
Resposta: Os fatores que influenciam nesta questão, são diversos. Entretanto, de forma geral, pode-se dizer que são necessários aproximadamente 712 Kbps de upload para manter uma câmera em HD on-line na plataforma.

É possível integrar DVR e NVR na nuvem?
Resposta: Sim! Através de DVRs que possuam protocolo RTSP e sejam compatíveis com a plataforma Camerite.  Aqui você pode conferir a lista atualizada dos fabricantes: https://goo.gl/26AWGS.

É possível integrar câmeras analógicas na nuvem?
Resposta: Sim! Através de câmeras conectadas a um DVR IP, ou seja, que possuam acesso via protocolo RTSP e sejam compatíveis com a plataforma Camerite.  Aqui você pode conferir a lista atualizada dos fabricantes: https://goo.gl/26AWGS.

Quais tipos de câmera a plataforma aceita?
Resposta: A plataforma Camerite oferece integração para diversas câmeras, como P2P da marca TECVOZ e IP (principais marcas).

Consigo compartilhar salvar e baixar imagens da plataforma?
Resposta: Sim! De maneira rápida e simples, você acessa às suas gravações e para compartilhar as imagens basta fazer o download e salvar.

A plataforma Camerite tem se destacado por sua praticidade e tecnologia de ponta para o mercado de segurança. Se interessou e quer adquirir a sua? Faça uma demonstração gratuita e entenda na prática essa tecnologia!

709_X_111_px_3

Escrito por Camerite

A plataforma de vídeomonitoramento com a sua marca agora tem um blog! Confira as novidades do nosso serviço e fique por dentro de informações estratégicas para o seu negócio!

Deixe seu comentário!